All Tweets
Previous:
Next:
City on fire

2.19 Por que razão os Cristãos foram perseguidos pelos romanos?

Romanos, Concílios e Padres da Igreja

Em 64 d.C., um enorme incêndio destruiu grande parte de Roma. O imperador Nero culpou os cristãos por isso. São Pedro, São Paulo e muitos outros cristãos morreram como mártires em consequência deste desastre. Os cristãos também foram perseguidos nos séculos posteriores.

O problema dos imperadores romanos era que os cristãos se recusavam a abandonar sua fé e adorar o imperador e os deuses romanos. Sob o imperador Décio (249-251 d.C.), dezenas de milhares de cristãos morreram. Diocleciano (284-305) estava entre os outros imperadores romanos que tentaram destruir a Igreja, mas ele não conseguiu fazê-lo.

> Leia mais no livro

Inicialmente os Imperadores Romanos viram o aumento dos Cristãos como uma ameaça e perseguiram-nos, porque eles se recusaram a adorá-los como deuses.

Isto é o que dizem os Padres da Igreja

Escrevo a todas as Igrejas para dizer-lhes que estou, com todo o meu coração, a morrer por Deus - se vocês não impedirdes. Suplico-lhes que não permitam sua benevolência na hora errada. Por favor, deixai-me ser jogado para as feras selvagens; através delas eu posso alcançar a Deus. Sou o trigo de Deus; Sou moído pelos dentes das feras para que eu possa terminar como pão puro de Cristo. [Santo Inácio de Antioquia, Carta aos Romanos, Cap. 4 (MG 5, 689)]