All Questions
prev
Previous:6.15 “Ame seus inimigos”, isso pode ser feito? Existem paralelos entre o catolicismo e os militares? Como posso escolher entre servir a mim mesmo ou o bem comum?
next
Next:6.20 Como é que a família, a sociedade e o Estado estão relacionados? As redes sociais perturbam as famílias? Porque é que eu deveria preocupar-me com as notícias mundiais se já cuido da minha vizinhança?

6.16 Como pode o meu trabalho servir a Deus? Tenho o direito de trabalhar? O desemprego é não-cristão? E se eu tiver de escolher entre igreja e trabalho?

Economia & Trabalho - #YniGOD

Deus ordenou aos primeiros povos que “cultivassem o solo” (Gn 2,15). Isto inclui qualquer atividade útil, também em casa ou como voluntário. O trabalho é uma forma de realizar a nossa dignidade humana e de servir a Deus para que possamos lutar pela santidade. Portanto, o trabalho é um direito humano que vem com a responsabilidade de fazer um trabalho correto.

Se o trabalho é um direito humano, então a sua ausência é terrível. Também no tempo de Jesus certas pessoas estavam desempregadas, e ele elogia um homem que lhes ofereceu um emprego (Mt 20,1:16). Precisamos de fazer o que pudermos para criar empregos para todos. Algumas vezes você pode ter de escolher entre ir trabalhar ou ir à igreja, mas que isso nunca se torne uma escolha entre o trabalho e Deus. Não estamos aqui para honrar o domingo, pelo que um “domingo de trabalho” ocasional não é um problema. Mas tente manter os domingos livres em geral, pois eles estão aqui para nos lembrar de Jesus, a nossa necessidade de descanso, e para dar a nossa atenção indivisível a Deus em intervalos regulares.

Todos têm o direito de trabalhar. Como cristão, seu trabalho faz parte de sua vocação e ajuda em sua santificação. O descanso dominical é importante, mas certos trabalhos também são.
A Sabedoria da Igreja

Qual é a vocação dos fiéis leigos?

Os fiéis leigos têm como vocação pessoal procurar o reino de Deus, iluminando e ordenando as realidades temporais segundo Deus. Correspondem assim ao chamamento à santidade e ao apostolado, dirigido a todos os baptizados [CCIC 188].

Como participam os fiéis leigos na função sacerdotal de Cristo?

Participam nela oferecendo – como sacrifício espiritual “agradável a Deus por Jesus Cristo” (1 Ped 2-5), sobretudo na Eucaristia – a sua vida com todas as obras, as orações e as iniciativas apostólicas, a vida familiar, o trabalho de cada dia, as agruras da vida suportadas com paciência e os lazeres corporais e espirituais. Deste modo, os leigos, dedicados a Cristo e consagrados pelo Espírito Santo, oferecem a Deus o próprio mundo [CCIC 189].

Isto é o que dizem os Papas

É preciso encontrar rapidamente algum remédio oportuno para a miséria e a desgraça que tão injustamente pressionam a maioria da classe trabalhadora: para os antigos trabalhadores, as corporações foram abolidas no século passado, e nenhuma outra organização protetora tomou esse lugar... os trabalhadores foram entregues, isolados e desamparados, à dureza dos patrões e à ganância da concorrência desenfreada [Papa Leão XIII, Rerum Novarum, 3].