All Tweets
Previous:
Next:
brood

3.11 Que tipo de oração é o Pai Nosso?

Formas de oração

Ao chamar Deus de “Pai Nosso” (Mt 6,9-13)Mt 6,9-13 Eis como deveis rezar: PAI NOS­SO, que estais no céu, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso Reino; seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal., você demonstra que acredita que Deus nos criou e é, portanto, nosso Pai. Oramos pela vinda de seu reino e já podemos reconhecer sinais do reino de Deus nas coisas boas que experimentamos ao nosso redor.

Ao dizer “Seja feita a vossa vontade”, pedes que a vossa vontade seja conforme à vontade de Deus. Em última análise, é somente fazendo a Vontade de Deus que você pode se tornar verdadeiramente feliz. No #TwGOD app, você encontrará o Pai Nosso em vários idiomas.

> Leia mais no livro

Jesus deu-nos o Pai Nosso, que honra a Deus, pede o que precisamos, pede e promete o perdão e implora proteção.

A Sabedoria da Igreja

Qual é o lugar do Pai Nosso nas Escrituras?

O Pai Nosso é a “síntese de todo o Evangelho” (Tertuliano), “a oração perfeitíssima” (S. Tomás de Aquino). Situado no centro do Discurso da Montanha (Mt 5-7), retoma, sob a forma de oração, o conteúdo essencial do Evangelho. [CCIC 579]

Por que dizemos “Pai Nosso”?

 ”Nosso” exprime uma relação totalmente nova com Deus. Sempre que rezamos ao Pai, adoramo-lo e glorificamo-lo com o Filho e o Espírito. Em Cristo, somos o “seu” Povo e ele é o “nosso” Deus, desde agora e para a eternidade. Dizemos, com efeito, Pai “nosso”, porque a Igreja de Cristo é a comunhão duma multidão de irmãos que têm “um só coração e uma só alma”(At 4,32). [CCIC 584]

Como é composta a oração do Senhor?

A oração do Senhor contém sete petições a Deus Pai. As primeiras três, mais teologais, aproximam-nos dele, para a sua glória: pois é próprio do amor pensar antes de mais naquele que amamos. Elas sugerem o que em especial devemos pedir-lhe: a santificação do seu Nome, a vinda do seu Reino, a realização da sua Vontade. As últimas quatro apresentam ao Pai de misericórdia as nossas misérias e as nossas expectativas. Pedimos que nos alimente, nos perdoe, nos defenda nas tentações e nos livre do Maligno. [CCIC 587]

O que significa: “Não nos deixeis cair em tentação”?

Pedimos a Deus Pai que não nos deixe sozinhos e à mercê da tentação. Pedimos ao Espírito para sabermos discernir entre a provação que ajuda a crescer no bem e a tentação que conduz ao pecado e à morte, e, ainda, entre ser tentados e consentir na tentação. Esta petição coloca-nos em união com Jesus, que, com a sua oração, venceu a tentação e solicita a graça da vigilância e da perseverança final. [CCIC 596]

Como é o Pai Nosso?

Pai nosso, que estais nos céus,
santificado seja o Vosso nome,
venha a nós o Vosso Reino,
seja feita a Vossa vontade
assim na terra como no céu!
O pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido,
e não nos deixeis cair em tentação,
mas livrai-nos do mal!

Amém.

 

In Latin:

Pater noster, qui es in caelis;
sanctificetur nomen tuum; adveniat regnum tuum,
fiat voluntas tua, sicut in caelo et in terra.
Panem nostrum quotidianum da nobis hodie;
et dimitte nobis debita nostra,
sicut et nos dimittimus debitoribus nostris;
et ne nos inducas in tentationem;
sed libera nos a malo.
Quia tuum est regnum, et potestas, et gloria
in saecula.

Amen.

 

O Pai Nosso é a única oração que Jesus deixou aos seus discípulos (Mt 6,9-13; Lc 11,2-4), daí que também o Pai Nosso se chame a “oração do Senhor”. Os Cristãos de todas as confissões cristãs rezam-na diariamente, tanto comunitária como privadamente. A adição “Porque Vosso é o Reino e o poder e a glória pra sempre!” está já mencionada na Doutrina dos Doze Apóstolos (Didaché, ca. 150 d.C.) e pode ser acrescentada ao Pai Nosso. [Youcat 511]

De onde nos vem a confiança de chamar “Pai” a Deus?

Temos a ousadia de chamar “Pai” a Deus porque Jesus nos chamou à sua intimidade e fez de nós filhos de Deus. Em comunhão com ele, que “está no seio do Pai” (Jo 1,18), podemos gritar “Abbá, Pai!”. [Youcat 515]

Como nos muda o Pai Nosso?

O Pai Nosso faz-nos descobrir a grande alegria de sermos filhos de um Pai. A nossa vocação comum é louvar o nosso Pai e vivermos juntos como “um só coração e uma só alma” (At 4,32).

Porque Deus Pai ama cada um dos seus filhos com o mesmo e exclusivo amor, como se o seu afeto fosse todo para ele, devemos também tratar-nos  uns aos outros de uma forma totalmente nova, isto é, cheios de paz, atenção e amor, para que cada um possa ser a maravilha estusiasmante que realmente é para Deus. [Youcat 517]

Por que não viver o ser humano apenas de pão?

"Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus"(Mt 4,4; cf. Dt 8,3).

Esta frase lembra-nos que o ser humano também tem uma fome espiritual, que não pode ser mitigada com recursos materiais. Pode morrer-se de falta de pão, mas também se pode morrer de comer apenas pão. O nosso ser profundo é alimentado por que tem "palavras de vida eterna" (Jo 6,68), por um alimento que não apodrece (Jo 6,27), a Sagrada Eucaristia. [Youcat 523]

A quem se refere o pedido “Livrai-nos do mal”?

O "mal" no Pai Nosso não se refere a uma força ou um energia espiritual negativa, mas ao mal em pessoa, que a Sagrada Escritura conhece pelos nomes de Tentador, Maligno, Pai da mentira, Satanás e Diabo.

Ninguém pode negar que, neste mundo, o mal é de uma violência devastadora, que somos rodeados de sugestões diabólicas, que na História decorrem por vezes processos demoníacos. Só a Sagrada Escritura chama as coisas pelos nomes: "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste mundo" (Ef 6,12). O pedido do Pai Nosso de nos livrar do mal apresenta a Deus toda a miséria deste mundo e implora que Ele, o Onipotente, nos liberte todo o infortúnio. [Youcat 526]

Por que terminamos o Pai Nosso com a palavra “Amém”?

Desde os tempos mais remotos, os judeus e os cristãos concluem as suas orações com "Amém", que significa "Sim, assim seja!"

Quando uma pessoa diz "Amém", às suas palavras, "Amém" à sua vida e à sua sorte, "Amém" à alegria que o espera, o Céu e a Terra unem-se e encontramo-nos na meta, isto é, junto do amor que nos criou ao princípio. [Youcat 527]

Isto é o que dizem os Papas

Em seus lábios, ou pelo menos nas profundezas de seus corações, permanece a oração do Senhor que começa com as palavras "Pai Nosso". A oração que revela o Pai e, ao mesmo tempo, confirma que as pessoas são irmãos e irmãs umas das outras - e cuja essência é totalmente contrária a todos os programas baseados no princípio do conflito entre seres humanos em qualquer forma. O "Pai Nosso" leva os corações humanos para longe da inimizade, do ódio, da violência, do terrorismo, da discriminação - das situações em que a dignidade humana e os direitos humanos são espezinhados. [Papa João Paulo II, Dilecti Amici, nº 15]