All Tweets
Previous:
Next:

4.46 É pecado jogar, consumir drogas, beber álcool e acumular riqueza excessiva?

Sociedade e comunidade

"Demais" quase nunca é uma boa ideia. Este é especialmente o caso quando você coloca em risco os outros ou a si mesmo pelo seu comportamento. Beber álcool não é pecado, mas é pecado beber demais (Rm 13,13)Rm 13,13 Com­por­temo-nos honestamente, como em pleno dia: nada de orgias, nada de bebedeira; nada de desonestidades nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes.. Jogar é apostar dinheiro ou outras coisas de valor em um jogo de azar. Em si mesmo isso não é pecado. O perigo é que você pode se deixar levar pela ganância ou paixão pelo jogo.

Usar drogas (exceto por razões médicas) é um pecado grave, porque pode prejudicar seriamente sua saúde e sua vida. A verdadeira vida no céu é o nosso único futuro, que durará para sempre. Com isto em mente, as riquezas terrenas são relativas.

> Leia mais no livro

A temperança é uma virtude importante. Jogar para se divertir, riqueza sem ganância e álcool com moderação não são pecados. Abusar de drogas, sim.

A Sabedoria da Igreja

Pode um cristão participar em apostas e jogos de sorte?

As apostas e jogos de sorte são imorais e perigosos quando o jogador prejudica o seu sustento. Pior ainda é quando ele põe em risco os fundamentos econômicos dos outros, nomeadamente dos que lhes estão confiados.

Em termos morais, é altamente problemático arriscar grandes somas de dinheiro em jogos de sorte, quando a outros falta o mais básico para viver. As apostas e os jogos de sorte podem, além disso, criar vício e escravizar o ser humano. [Youcat 434]

Que deveres temos em relação ao corpo?

O dever de um razoável cuidado da saúde física, da nossa e da dos outros, evitando todavia o culto do corpo e toda a espécie de excessos. Evitar o uso de estupefacientes, com gravíssimos danos para a saúde e a vida humana e também o abuso dos alimentos, do álcool, do tabaco e dos remédios. [CCIC 474]

Por que é pecado consumir drogas?

O prazer das drogas é um pecado, porque se trata de um ato que implica a autodestruição e constitui, portanto, um atentado contra a vida, que Deus nos concedeu por amor.

Qualquer dependência humana de drogas legais (álcool, medicamentos, tabaco) e, ainda mais grave, de drogas ilegais é uma troca da liberdade pela escravidão; elas danificam a saúde e a vida do consumidor e prejudicam ainda os que o rodeiam. Quando o ser humano se perde e se esquece na embriaguez (e também no excesso de comida e bebida), quando se entrega à sua sexualidade ou conduz o automóvel com toda a velocidade, perde a sua dignidade, e a sua liberdade humana e peca, deste modo, contra Deus. É uma virtude saber lidar com as fontes de prazer de uma forma razoável, consciente e moderada. [Youcat 389]

Isto é o que dizem os Papas

Cada um de nós pode pensar, em silêncio, nas pessoas que vivem sem esperança e estão imersas numa profunda tristeza da qual procuram sair pensando que encontram a felicidade no álcool, na droga, no jogo de azar, no poder do dinheiro, na sexualidade sem regras... Mas acabam por se sentir ainda mais desiludidos e por vezes desencadeiam a sua raiva contra a vida com comportamentos violentos e indignos do homem. [Papa Francisco, Discurso, 17 Jun. 2013]