All Tweets
Previous:
Next:

3.20 Por que razão uma igreja é a casa de Deus?

Dentro da igreja

Jesus muitas vezes visitou o templo em Jerusalém, que ele já considerava a casa de Deus, seu Pai, aos doze anos de idade (Lc 2,49)Lc 2,49 Respondeu-lhes ele: “Por que me procurá­veis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?”. Uma igreja é um lugar de oração, tanto sozinho como em comunhão. Em uma igreja católica, Jesus está presente de uma maneira especial, isto é, com seu próprio corpo no sacrário.

É claro que você pode orar fora de uma igreja, mas um edifíco da igreja pode lhe dar apoio adicional em seu relacionamento com Deus. É por isso que uma igreja é consagrada por um bispo quando é usada pela primeira vez, para ser um lugar de encontro entre Deus e seu povo.

> Leia mais no livro

Podemos rezar a Deus em qualquer lugar, mas ele está especialmente presente nos lugares reservados pela comunidade para a oração: igrejas e capelas.

A Sabedoria da Igreja

A Igreja tem necessidade de lugares para celebrar a liturgia?

O culto “em espírito e verdade” (Jo 4,24) da Nova Aliança não está ligado a nenhum lugar exclusivo, porque Cristo é o verdadeiro templo de Deus, por meio do qual também os cristãos e toda a Igreja se tornam, sob a ação do Espírito Santo, templos do Deus vivo. Todavia o Povo de Deus, na sua condição terrena, tem necessidade de lugares nos quais a comunidade se possa reunir para celebrar a liturgia.

[CCIC 244]

O que são os edifícios sagrados?

São as casas de Deus, símbolo da Igreja que vive num lugar e também da morada celeste. São lugares de oração, nos quais a Igreja celebra sobretudo a Eucaristia e adora Cristo realmente presente no tabernáculo. [CCIC 245]

O que significa “Casa de Deus”?

A Casa de Deus é tanto um símbolo de uma comunhão eclesial de pessoas num lugar concreto, como a habitação celeste que Deus preparou para todos nós. Encontramo-nos numa Casa de Deus cristã para orarmos, em comunhão ou sós, e para celebrar os Sacramentos, sobretudo a Sagrada Eucaristia.

“Aqui cheira a Céu.” – “Aqui ficamos totalmente em silêncio e veneração.” Algumas igrejas cercam-nos verdadeiramente com uma densa atmosfera de oração. Sentimos que Deus está aí presente. A beleza das igrejas remete-nos para a beleza, a grandeza e o amor de Deus.

As igrejas não são apenas mensageiras da fé feitas de pedra, mas Casas de Deus, o qual está real e verdadeiramente presente no Sacramento do Altar. [Youcat 190]

Isto é o que dizem os Papas

Sob as abóbadas desta histórica Catedral, testemunha do intercâmbio incessante que Deus quis estabelecer entre Si mesmo e os homens… as palavras do Salmista descrevem a emoção da nossa alma com uma precisão tal que não teríamos ousado sequer imaginar: “Alegrei-me quando me disseram: ‘Vamos para a casa do Senhor!’” (Sl 121,1). A nossa alegria é ir à casa do Senhor, porque, como nos ensinaram os Padres, esta casa não é senão o símbolo concreto da Jerusalém do Alto, aquela que desce até nós (cf. Ap 21,2) para nos oferecer a mais bela das moradas. “Se nela habitarmos – escreve Santo Hilário de Poitier –, somos concidadãos dos santos e membros da família de Deus, porque é a casa de Deus”. [Papa Bento XVI, Homilia em Notre-Dame, Paris, 12 Set. 2008]