All Tweets
Previous:
Next:
doopvont

3.22 O que é a pia batismal? Por que razão existem estátuas na igreja?

Dentro da igreja

A pia batismal contém a água que é usada para batizar pessoas. É ali que começa a nova vida como cristão. Estátuas nas igrejas nos ajudam a pensar nos santos. Os fiéis podem pedir aos santos (não às estátuas!) que se unam a eles em oração a Deus. Esses santos estão todos próximos de Deus no céu.

Quando você acende uma vela em uma das estátuas, essa vela representa suas orações que continuam mesmo quando você sai da igreja. O santo vai orar por você.

> Leia mais no livro

A pia batismal é onde uma pessoa é batizada e se torna um cristão. Estátuas e imagens ajudam-nos a pedir aos santos a rezarem connosco e por nós.

A Sabedoria da Igreja

Por que motivo o Antigo Testamento proíbe as imagens de Deus e por que razão os cristãos já não cumprem essa proibição?

Para proteger o mistério de Deus e se demarcar de imagens cultuais pagãs, o primeiro Mandamento determina: "Não farás para ti nenhuma imagem de Deus" (Ex. 20,4). Porque, todavia, Deus tomou um rosto humano em Jesus Cristo foi abolida a proibição das imagens no Cristianismo; nas igrejas orientais, até os ícones são considerados santos.

A sabedoria dos antepassados de Israel de que Deus excede tudo (é transcendente) e é muito maior do que tudo o que há no mundo continua ainda viva no Judaísmo e no Islamismo, em que foram sempre proibidas as imagens de Deus. No Cristianismo, a proibição das imagens relativamente a Cristo foi-se afrouxando e foi abolida no II Concílio de Niceia (no ano 787). Pela Sua encarnação, Deus deixou de fato de ser absolutamente inimaginável; desde Jesus, podemos ter uma imagem do seu ser: “Quem me vê vê o Pai” (Jo 14,9). [Youcat 358]

Isto é o que dizem os Papas

Quando com o pensamento volto atrás, para observar o longo caminho da minha vida, reflito como o ambiente, a paróquia e a minha família me levaram à pia batismal da igreja de Wadowice, onde a 20 de Junho de 1920 me foi concedida a graça de me tornar filho de Deus, juntamente com a fé no meu Redentor. Esta pia batismal, já a beijei uma vez solenemente no ano do Milénio do Baptismo da Polónia, quando era Arcebispo de Cracóvia. Hoje desejo beijá-la mais uma vez como Papa, sucessor de São Pedro. Desejo, além disso, fixar o meu olhar sobre o rosto da Mãe do Perpétuo Socorro, na sua imagem de Wadowice. [Papa João Paulo II, Discurso em Wadowice, 7 Jun. 1979]