All Tweets
Previous:
Next:

1.21 Não são essas histórias incríveis da Bíblia apenas contos de fadas?

Lendo a Bíblia

Algumas das histórias na Bíblia são de natureza poética, como as parábolas que Jesus usou para explicar claramente sua mensagem. Mais importante do que a questão de saber se aconteceram exatamente como descritas é o seu significado mais profundo. Elas não são apenas conto de fadas!

A Bíblia contém uma grande quantidade de informações históricas sobre pessoas, lugares e eventos. Todas as histórias na Bíblia têm a mesma mensagem-chave: o amor incondicional de Deus por nós.

> Leia mais no livro

Nem tudo na Bíblia é para ser tomado literalmente, mas há uma mensagem importante sobre o amor de Deus em todas as páginas.

A Sabedoria da Igreja

Qual a unidade existente entre o Antigo e o Novo Testamento?

A Escritura é una, uma vez que única é a Palavra de Deus, único é o projeto salvífico de Deus, única a inspiração divina dos dois Testamentos. O Antigo Testamento prepara o Novo e o Novo dá cumprimento ao Antigo: os dois iluminam-se mutuamente. [CCIC 23]

Que significado tem o Antigo Testamento para os Cristãos?

No Antigo Testamento Deus mostra-se como o Criador e o sustento do mundo, como guia e educador da humanidade. Também os livros do Antigo Testamento são Palavra de Deus e Sagrada Escritura. Sem o Antigo Testamento não é possível compreender Jesus.

No Antigo Testamento começa uma grande história didática sobre a fé, que no Novo Testamento sofre uma decisiva viragem e atinge a meta com o fim do mundo e o retorno de Cristo. Aqui o Antigo Testamento revela-se mais do que um simples prelúdio ao Novo. Os Mandamentos e as profecias do povo da antiga aliança, com as suas promessas para toda a humanidade, nunca foram revogados. Nos livros da antiga aliança encontra-se um insubstituível tesouro de orações e de sabedoria; em particular, os Salmos pertencem à oração cotidiana da Igreja. [Youcat 17]

Que significado tem o Novo Testamento para os Cristãos?

No Novo Testamento consuma-se a revelação de Deus. Os quatro evangelhos - segundo São Mateus, São Marcos, São Lucas e São João - são o coração da Sagrada Escritura e o mais precioso tesouro da Igreja. Neles mostra-se o Filho de Deus como ele é e como vem ao nosso encontro. Nos Atos dos Apóstolos conhecemos os primórdios da Igreja e a ação do Espírito Santo. Nas cartas apostólicas a vida do ser humano é iluminada, em todas as suas dimensões, pela luz de Cristo. No Apocalipse de São João antevemos o fim dos tempos.

 

Jesus é tudo o que Deus nos queria dizer. Todo o Antigo Testamento prepara a encarnação do Filho de Deus. Todas as promessas de Deus encontra em Jesus  o seu cumprimento. Ser Cristão significa unir-se cada vez mais profundamente à vida de Cristo. Para isso é necessário ler e viver os Evangelhos. Madeleine Delbrêl diz, “Através da sua Palavra, Deus diz-nos quem Ele é e o que quer; Ele di-lo definitivamente e para cada dia. Quando temos o nosso Evangelho na mão, devemos considerar que aí habita a Palavra que se tornou carne para nós e nos quer atingir para recomeçarmos a sua vida num novo lugar, num novo tempo, num novo ambiente humano.” [Youcat 18]

Isto é o que dizem os Padres da Igreja

Você estudou as Sagradas Escrituras, que são verdadeiras e inspiradas pelo Espírito Santo. Você sabe que nada contrário à justiça ou à verdade foi escrito nelas. [São Clemente de Roma, Carta aos Coríntios, Cap. 45 (MG 1, 300)]