All Tweets
Previous:
Next:
noodweer

1.49 Quando será o fim dos tempos?

Céu, inferno ou purgatório?

Jesus ressuscitou dos mortos na Páscoa, e mais tarde foi levado para o céu (Ascensão). A partir de então, nossa tarefa é viver uma boa vida como cristãos e proclamar o Evangelho ao mundo inteiro.

Isso continuará até que Jesus volte à terra (a Segunda Vinda). Este é o "fim dos tempos". Ninguém sabe quando isso ocorrerá (Mc 13,31-32)Mc 13,31-32 Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão..A respeito, porém, daquele dia ou daquela hora, ninguém o sabe, nem os anjos do céu nem mesmo o Filho, mas somente o Pai. e ninguém pode predizer isso. Isso pode acontecer a qualquer momento (Apocalipse 22,20)Ap 22,20 Aquele que atesta estas coisas diz: “Sim! Eu venho depressa!”. Amém. Vem, Senhor Jesus!. Jesus chama todas as pessoas a estar atentas para garantir que estaremos prontos para encontrá-lo quando o grande momento chegar.

> Leia mais no livro

No fim dos tempos, os mortos ressuscitam, e Jesus voltará. Ninguém sabe quando é que isso vai acontecer: portanto, está preparado e escolhe seguir Deus!

A Sabedoria da Igreja

Qual o sentido e a importância da Ressurreição?

A Ressurreição é o culminar da Encarnação. Ela confirma a divindade de Cristo, e também tudo o que Ele fez e ensinou, e realiza todas as promessas divinas em nosso favor. Além disso, o Ressuscitado, vencedor do pecado e da morte, é o princípio da nossa justificação e da nossa Ressurreição: a partir de agora, ele garante-nos a graça da adoção filial que é a participação real na sua vida de Filho unigênito; depois, no final dos tempos, ele ressuscitará o nosso corpo. [CCIC 131]

O que mudou no mundo com a ressurreição?

Agora, que a morte já não é mais o fim de tudo, veio ao mundo a alegria e a esperança. Depois da morte deixar de ter poder sobre Jesus (Rm 6,9), também já não tem mais poder sobre nós, que pertencemos a Jesus. [Youcat 108]

Isto é o que dizem os Papas

Pensemos na intervenção conclusiva de Deus no final dos tempos, quando ele estabelecerá plenamente o seu Reino. O presente é o tempo da semeadura, e o crescimento da semente é assegurado pelo Senhor. Todo cristão, portanto, sabe bem que deve fazer tudo o que pode, mas que o resultado final depende de Deus. [Papa Bento XVI, Angelus, 17 Junho 2012]