All Tweets
Previous:
Next:

3.9 Rezamos ao Pai, ao Filho, ou ao Espírito Santo? A Maria e aos santos?

Formas de oração

Podemos sempre rezar para cada uma das três pessoas da Trindade, que juntas formam uma unidade. No entanto, eles também têm sua própria personalidade individual. Muitas vezes dirigimos nossas orações a Deus Pai: assim, nos unimos à oração contínua de Jesus ao seu Pai.

Podemos também orar a Jesus ou ao Espírito Santo, por exemplo, para pedir sabedoria e inspiração. Enquanto oramos na terra, os santos e os anjos estão orando continuamente no céu. Portanto, você pode pedir a eles que orem a Deus em nosso favor, pois eles estão próximos a ele no céu.

> Leia mais no livro

Tu podes rezar ao Pai, Filho e ao Espírito, pois eles são um só Deus. Tu também podes pedir a Maria, aos santos e aos anjos para rezarem por e contigo.

A Sabedoria da Igreja

Qual é a origem da oração do Pai Nosso?

Jesus ensinou-nos esta oração cristã insubstituível, o Pai Nosso, um dia quando um dos discípulos, vendo-o rezar, lhe pediu: “Ensina-nos a rezar” (Lc 11,1). A tradição litúrgica da Igreja usou sempre o texto de São Mateus (6,9-13). [CCIC 578]

Por que se chama “a oração do Senhor”?

O Pai Nosso é a “Oração dominical”, ou seja “a oração do Senhor”, porque nos foi ensinado pelo próprio Senhor Jesus. [CCIC 580]

Por que dizemos “Pai Nosso”?

 ”Nosso” exprime uma relação totalmente nova com Deus. Sempre que rezamos ao Pai, adoramo-lo e glorificamo-lo com o Filho e o Espírito. Em Cristo, somos o “seu” Povo e ele é o “nosso” Deus, desde agora e para a eternidade. Dizemos, com efeito, Pai “nosso”, porque a Igreja de Cristo é a comunhão duma multidão de irmãos que têm “um só coração e uma só alma”(At 4,32). [CCIC 584]

Que pede a Igreja rezando: “Venha a nós o vosso Reino”?

A Igreja pede a vinda final do Reino de Deus mediante o regresso de Cristo na glória. Mas a Igreja reza, também, para que o Reino de Deus cresça, já hoje, graças à santificação dos homens no Espírito e graças ao seu empenho ao serviço da justiça e da paz, segundo as Bem-aventuranças. Este pedido é o grito do Espírito e da Esposa: “Vem Senhor Jesus” (Ap 22,20) [CCIC 590]

Por que pedir: “Seja feita a Vossa vontade assim na terra como no céu”?

A vontade do Pai é que “todos os homens sejam salvos” (1 Tim 2,3). Para isso é que Jesus veio: para realizar perfeitamente a Vontade salvífica do Pai. Nós pedimos a Deus Pai que una a nossa vontade à do seu Filho, a exemplo de Maria Santíssima e dos Santos. Pedimos que o seu desígnio de benevolência se realize plenamente na terra como no céu. É mediante a oração que podemos “discernir a vontade de Deus” (Rm 12,2) e obter a “perseverança para a cumprir” (Hb 10, 36). [CCIC 591]

O que significa: “Não nos deixeis cair em tentação”?

Pedimos a Deus Pai que não nos deixe sozinhos e à mercê da tentação. Pedimos ao Espírito para sabermos discernir entre a provação que ajuda a crescer no bem e a tentação que conduz ao pecado e à morte, e, ainda, entre ser tentados e consentir na tentação. Esta petição coloca-nos em união com Jesus, que, com a sua oração, venceu a tentação e solicita a graça da vigilância e da perseverança final. [CCIC 596]

Temos a certeza de que a nossa oração chega a Deus?

A oração que fazemos em nome de Jesus vai diretamente para onde também a oração de Jesus ia: para o coração do Pai do céu.

Podemos estar tão seguros disso como confiamos em Jesus, pois ele reabriu-nos o caminho para o céu, que tinha sido encerrado pelo pecado. Porque Jesus é o caminho para Deus, os cristãos concluem as suas orações com a frase: “Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.” [Youcat 495]

Diz-se que o Pai está “no céu”. Onde é esse céu?

O céu está onde Deus está. O céu não corresponde a um lugar, mas designa a presença de Deus, que não está preso ao espaço ou ao tempo.

Não devemos procurar o céu por cima das nuvens. Quando nos dedicamos a Deus na sua glória e ao próximo em necessidade, quando fazemos a experiência da alegria do amor, quando nos convertemos e nos reconciliamos com Deus… surge, então, o céu. “Não é Deus que está no céu; o céu é que está em Deus” (Gerhard Ebeling). [Youcat 518]

O que significa dizer “Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”?

O perdão misericordioso que damos aos outros é inseparável daquele que nós próprios procuramos. Se não formos misericordiosos e não nos perdoarmos reciprocamente, a misericórdia de Deus não chegará ao nosso coração.

Muitas pessoas lutam uma vida inteira com o fato de não conseguirem perdoar. O profundo bloqueio da intransigência só se resolve na perspectiva de Deus, que nos acolheu “sendo nós ainda pecadores” (Rm 5,8). Perdão e vida reconciliada são possíveis porque temos um Pai bom. [Youcat 524]

Isto é o que dizem os Papas

Bem-aventurada és tu, Maria que creste. Assim, nós te louvamos junto com Isabel (cf. Lc 1,45). Bem-aventurada és tu, Mãe de nosso Senhor Jesus e da Igreja... Ao teu coração maternal, Maria confiamos especialmente àqueles que estão oprimidos pelo sofrimento e pela dor: os doentes e deficientes, homens e mulheres que experimentam casamentos difíceis, os filhos das famílias em conflito, homens com grandes dívidas, desempregados, alienados e presos. Quantas lágrimas, quanto medo, quanta escuridão nesta jornada! [Papa João Paulo II, Oração a Maria em Mariazell, 13 Set. 1983]