All Tweets
Previous:
Next:

1.16 Qual é a diferença entre o Antigo Testamento Católico e o Tanakh Judaico?

A Bíblia: verdadeira ou falsa?

O Tanakh judaico contém sete livro a menos que o Antigo Testamento Católico, que consiste em 46 livros. A lista dos 39 livros do Tanakh foi compilada em 70 dC, quando os Judeus estavam à procura de liderança e estabilidade depois da destruição do Templo em Jerusalém. Entretanto, uma lista de 46 livros já estava em uso há séculos.

Os livros do Antigo Testamento são organizados em uma ordem diferente. A maior diferença é que o Tanakh é considerado completo em si mesmo.  O Antigo Testamento, no entanto, está inseparavelmente ligado ao Novo Testamento: juntos formam a Escritura. O Novo Testamento nos permite obter uma melhor compreensão do Antigo Testamento.

> Leia mais no livro

A Bíblia Católica compreende todos os 46 livros da Escritura hebraica conhecida em 300 a.C.. 39 delas formam o Tanakh, que foi compilado em 70 d.C..

A Sabedoria da Igreja

O que é o Cânone das Escrituras?

O Cânone das Escrituras é a lista completa dos escritos sagrados, que a Tradição Apostólica levou a Igreja a discernir. O Cânone compreende 46 escritos do Antigo Testamento e 27 do Novo. [CCIC 20]

Como se lê a Bíblia corretamente?

A Sagrada Escritura lê-se corretamente se for lida em atitude orante, ou seja, com a ajuda do Espírito Santo, sob cujo influxo ela surgiu. Ela contém a palavra de Deus, isto é, a decisiva mensagem de Deus para nós.

A Bíblia é como uma longa carta de Deus dirigida a cada um de nós. Por isso, temos de acolher as Sagradas Escrituras com grande amor e respeito. Primeiro, devemos realmente ler a carta de Deus, isto é, não isolar pormenores sem atender ao todo. Depois, devemos orientar esse todo para o seu coração e mistério, ou seja, para Jesus Cristo, de quem fala toda a Bíblia, mesmo o Antigo Testamento. Portanto, devemos ler as Sagradas Escrituras na mesma fé viva da Igreja em que elas surgiram. [Youcat 16]

Isto é o que dizem os Papas

A Bíblia não é um simples livro, mas uma coletânea de textos literários compostos ao longo de mil anos ou mais, e seus livros individuais não são facilmente vistos como tendo uma unidade interior; Isto já era o caso com a Bíblia de Israel [A Tenach], que nós, cristãos, chamamos de Antigo Testamento. Muito mais quando, como cristãos, relacionamos o Novo Testamento a seus escritos como uma espécie de chave hermenêutica da Bíblia de Israel, interpretando-a assim, como um caminho para Cristo. [Papa Bento XVI, Verbum Domini, nº 39]