All Tweets
Previous:
Next:

4.2 O que devo fazer com a minha vida?

Vocação

Em uma época em que burnout e depressão estão em alta, essa é uma questão muito importante. A resposta que podemos dar é realmente muito simples: nosso objetivo como seres humanos é ser feliz.

O caminho para a verdadeira felicidade é encontrado somente em Jesus: ele disse sobre si mesmo que ele é o caminho (Jo 14,6)Jo 14,6: Jesus lhe respondeu: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”. Se você deseja encontrar a felicidade suprema, é importante investir em seu relacionamento com Deus. Você encontrará essa felicidade, porque Deus o ajudará a descobrir o que você deve fazer com sua vida.

→ Leia mais no livro [>Order other Languages]

Confia que Deus te ama e quer que tu sejas feliz; depois partilha esse amor com os outros. O resto se seguirá.

The Wisdom of the Church

Que relação há entre as Bem-aventuranças e o desejo humano de felicidade?

As Bem-aventuranças respondem ao desejo inato de felicidade que Deus colocou no coração do homem para o atrair a si, e que só ele pode saciar. [CCIC 361]

Por que desejamos a felicidade?

Deus colocou no nosso coração uma ânsia infinita de felicidade, que só Ele consegue satisfazer. As realizações terrenas apenas nos dão um antegozo da felicidade eterna. Superando-as temos de nos virar para Deus. [Youcat 281]

O que é a liberdade e para que existe?

A liberdade é a possibilidade, concedida por Deus, de poder agir totalmente por si próprio; quem é livre não age por determinação alheia.

Deus criou-nos como pessoas livres e quer a nossa liberdade para podermos optar, de todo o coração, pelo bem, pelo mais alto bem, ou seja, por Deus. Quanto mais praticarmos o bem mais livres nos tornamos.  [Youcat 286]

This is what the Church Fathers say

Nós, tendo sido chamados através de sua Vontade em Cristo Jesus, não somos justificados por nós mesmos, nem por nossa sabedoria ou compreensão ou piedade ou pelas obras que fizemos em santidade de coração, mas pela fé, pela qual Deus todo-poderoso justificou todos os homens desde o começo; a quem seja glorificado por todos os séculos. Amém. O que faremos então, irmãos? Devemos largar-nos de fazer o bem e abandonar a caridade? Que o Senhor nunca permita que isso aconteça conosco, mas sejamos diligentes em realizar toda boa obra (Tito 3,1) com seriedade e zelo. [São Clemente de Roma, Carta aos Coríntios, Cap. 32: 4 (MG 1, 272)]