All Tweets
Previous:
Next:
Hollands landschap met tulpen en een molen

1.6 É possível reconhecer Deus na natureza e no mundo?

Criação ou coincidência?

Se você olhar de perto a natureza, verá que tudo é maravilhosamente coordenado e se encaixa maravilhosamente. Não parece improvável que tudo isso tenha surgido por pura coincidência? Nenhuma teoria sobre a origem da vida e o universo está completa sem uma Mente ou Criador por trás de tudo isso. Nós chamamos essa mente de Deus.

Assim como um artista, Deus revela algo de si mesmo na natureza, a saber, que ele existe e que criou o mundo (chamamos isso de revelação natural). A principal mensagem de fé é que Deus criou o mundo por amor aos seres humanos.

> Leia mais no livro

Assim como um artista, Deus revela algo de si mesmo na sua criação. Certamente, a ordem e beleza que vemos não vieram por acaso.

A Sabedoria da Igreja

Como é que se pode conhecer Deus apenas com a luz da razão?

A partir da criação, isto é, do mundo e da pessoa humana, o homem pode, só pela razão, conhecer com certeza a Deus como origem e fim do universo e como sumo bem, verdade e beleza infinita. [CCIC 3]

Podemos descobrir a existência de Deus com a nossa razão?

Sim, a razão humana pode, seguramente, descobrir Deus.

O mundo não pode ter origem e fim em si mesmo. Em tudo o que existe está mais do que aquilo que se vê. A ordem, a beleza e o desenvolvimento do mundo apontam para fora de si mesmos e remetem para Deus. Cada pessoa humana está aberta ao Verdadeiro, ao Bom e ao Belo. Ela escuta, dentro de si, a voz da consciência, que a impele para o bem e a adverte do mal. Quem segue esta pista encontra Deus. [Youcat 4]

Isto é o que dizem os Padres da Igreja

Em respeito, portanto, de ele ser o Criador deste mundo, que é visível no céu e na terra ao nosso redor, Deus era conhecido por todas as nações mesmo antes de serem doutrinados na fé de Cristo. [Santo Agostinho, Sobre o Evangelho de João, 106:4 (ML 35, 1910)]