All Tweets
Previous:
Next:

1.5 A Ciência e a Fé contradizem-se uma à outra?

Criação ou coincidência?

Se acreditamos que Deus fez tudo, então não precisamos nos preocupar com fatos científicos que supostamente contradizem a fé. Pelo contrário, a ciência é uma ótima maneira de se familiarizar com a criação de Deus e, assim, aprender mais sobre Deus!

Por outro lado, a fé lança luz sobre o trabalho da ciência. Por exemplo, nem tudo que é possível é moralmente correto. Pesquisas envolvendo a destruição de embriões humanos são apenas um exemplo do uso antiético do conhecimento científico.

> Leia mais no livro

A Verdade, se é descoberta pela Ciência ou pela Fé, não se contradiz. Jesus disse: “A Verdade vos libertará”.

A Sabedoria da Igreja

Porque é importante afirmar: “No princípio criou Deus o céu e a terra” (Gn 1,1)?

Porque a Criação é o fundamento de todos os projetos divinos de salvação; manifesta o amor onipotente e sapiente de Deus; é o primeiro passo para a Aliança do Deus único com o seu povo; é o início da história da salvação que culmina em Cristo; é uma primeira resposta às questões fundamentais do homem acerca da sua própria origem e do seu fim. [CCIC 51]

A ciência natural torna o Criador desnecessário?

Não. A frase "Deus criou o mundo" não é um axioma rebuscado na ciência natural. Trata-se de uma afirmação teológica (theos = Deus, logos = sentido). Isto é, uma asserção de carácter divino acerca do sentido e da origem das coisas.

A narrativa da Criação não é um modelo explicativo científico-natural do início do mundo. "Deus criou o mundo" é uma declaração teológica na qual se refere a relação do mundo com Deus. Deus quis o mundo; Ele acompanha-o e aperfeiçoa-o. Ser criado é uma qualidade inerente às coisas e uma verdade elementar sobre elas. [Youcat 41]

Que ensina a Sagrada Escritura sobre a criação do mundo visível?

Ao narrar os “seis dias” da criação, a Sagrada Escritura dá-nos a conhecer o valor dos seres criados e a sua finalidade de louvor a Deus e serviço ao homem. Todas as coisas devem a sua existência a Deus, de quem recebem a sua bondade e perfeição, as suas leis e o lugar no universo. [CCIC 62]

Que tipo de relação existe entre as coisas criadas?

Entre as criaturas existe uma interdependência e uma hierarquia queridas por Deus. Ao mesmo tempo, existe uma unidade e solidariedade entre as criaturas, uma vez que todas têm o mesmo Criador, são por ele amadas e estão ordenadas para a sua glória. Respeitar as leis inscritas na Criação e as relações derivantes da natureza das coisas é portanto um princípio de sabedoria e um fundamento da moral. [CCIC 64]

A ordem e as leis naturais também procedem de Deus?

Sim, também a ordem e as leis naturais pertencem à Criação de Deus.

O ser humano não é uma "folha em branco". Ele está impregnado da ordem e das leis naturais que Deus inscreveu na sua Criação. Um cristão não faz simplesmente "o que quer". Ele sabe que provoca danos a si mesmo e ao meio ambiente quando nega as leis naturais, quando utiliza as coisas contra as suas regras e quando quer ser mais esperto que Deus, o seu Criador. O ser humano exige demais de si quando se quer reformular radicalmente. [Youcat 45]

Isto é o que dizem os Padres da Igreja

A religião não pode ser separada da sabedoria, nem a sabedoria pode ser separada da religião; porque é o mesmo Deus, que deve ser entendido, que é a parte da sabedoria e para ser honrado, que é a parte da religião. [Lactâncio, As Instituições Divinas, Livro 4, Cap. 4 (ML 6, 456)]