All Tweets
Previous:
Next:

3.49 Toda a gente pode receber a comunhão?

A Eucaristia

A palavra “comunhão” significa literalmente tornar-se um com Jesus. Ele queria que a Igreja, que ele mesmo instituiu, estivesse intimamente ligada a ele. As divisões entre os cristãos são muito lamentáveis. Enquanto não formarmos uma única Igreja, não poderemos receber a Eucaristia juntamente com todos os cristãos.

Todos são bem-vindos a assistir à celebração da Eucaristia, mas antes que um católico se apresente para receber a comunhão, pergunta a si mesmo em oração se pode fazê-lo em boa consciência. Por exemplo, alguém que cometeu pecados graves primeiro pedirá perdão a Jesus. Você só pode receber a comunhão se viver em união com a Igreja Católica. No #TwGOD app você encontrará os textos padrão da Missa em muitos idiomas.

> Leia mais no livro

Enquanto os Cristãos estiverem divididos, apenas os Católicos podem receber a Comunhão na Missa, e eles devem estar em estado de graça.

A Sabedoria da Igreja

Quando é possível administrar a sagrada Comunhão aos outros cristãos?

Os ministros católicos administram licitamente a sagrada comunhão aos membros das Igrejas orientais que não têm plena comunhão com a Igreja católica, sempre que estes espontaneamente a peçam e com as devidas disposições. No que se refere aos membros de outras Comunidades eclesiais, os ministros católicos administram licitamente a sagrada comunhão aos fiéis, que, por motivos graves, a peçam espontaneamente, tenham as devidas disposições e manifestem a fé católica acerca do sacramento. [CCIC 293]

 

Como posso me preparar para receber a Sagrada Eucaristia?

Quem deseja receber a Sagrada Eucaristia tem de ser católico. Se estiver consciente de algum pecado grave, deve previamente confessar-se. Antes de se aproximar do altar, deve reconciliar-se com o próximo.

Até há poucos anos era habitual não comer nada pelo menos três horas antes da celebração eucarística; assim se preparava para o encontro com Cristo na Comunhão. Hoje, a Igreja recomenda pelo menos uma hora de jejum. Outro sinal de reverência é um vestuário seleto e belo, pois temos um rendez-vous (hora marcada) com o Senhor do Universo. [Youcat 220]

Será que a Eucaristia pode também ser dada a cristãos não-católicos?

A Sagrada Comunhão é expressão da unidade do "corpo de Cristo" À Igreja Católica pertence quem está batizado nela, partilha de sua fé e vive em união com ela. Seria uma contradição se a Igreja  convidasse à Comunhão pessoas que (ainda) não partilham da fé e da vida da Igreja. A credibilidade do sinal eucarístico, neste caso, seria abalada.

Os cristãos ortodoxos podem pedir individualmente para receber a Sagrada Comunhão numa celebração católica, porque eles partilham da fé eucarística da Igreja Católica, ainda que a sua comunhão ainda não esteja em plena unidade coma Igreja Católica. Quanto aos membros de outras confissões cristãs, a Sagrada Comunhão pode ser dada em circunstâncias pontuais, nomeadamente em caso de necessidade grave ou se existe a fé integral na presença eucarística. Celebrações comuns da Ceia do Senhor entre cristãos católicos e evangélicos são uma meta e um desejo de todos os esforços ecuménicos; antecipá-las, porém, sem se ter construído a realidade do "corpo de Cristo" numa fé e numa Igreja únicas, constitui uma falsidade e não é, portanto, permitido. Outro tipo de celebrações ecuménicas, em que os cristãos de diversas confissões oram juntos são boas e inclusivamente desejadas pela Igreja Católica. [Youcat 222]

Isto é o que dizem os Padres da Igreja

Considere o quão você está indignado contra o traidor, contra aqueles que o crucificaram. Olhe, portanto, para que você também não se torne culpado do corpo e sangue de Cristo. Eles massacraram o corpo todo sagrado, mas você o recebe em uma alma imunda depois de grandes benefícios. [São João Crisóstomo, Homilias em São Mateus, 82: 5 (MG 58, 743)]