All Tweets
Previous:
Next:

1.12 A Bíblia foi escrita pelo próprio Deus?

A Bíblia: verdadeira ou falsa?
O Espírito de Deus inspirou os autores bíblicos, de diferentes tempos e lugares, a espalhar a sua mensagem sem erro, mas nas suas próprias palavras.

A Sabedoria da Igreja

Why does Sacred Scripture teach the truth?

Porque o próprio Deus é o autor da Sagrada Escritura: por isso ela é dita inspirada e ensina sem erro aquelas verdades que são necessárias para a nossa salvação. Com efeito, o Espírito Santo inspirou os autores humanos, os quais escreveram aquilo que Ele nos quis ensinar. No entanto, a fé cristã não é “uma religião do Livro”, mas da Palavra de Deus, que não é “uma palavra escrita e muda, mas o Verbo Encarnado e vivo” (São Bernardo de Claraval). [CCIC 18]

A Sagrada Escritura é verdadeira?

Os livros da Escritura ensinam com certeza, fielmente e sem erro a verdade de Deus, porque são inspirados, ou seja, foram escritos por inspiração do Espírito Santo e têm Deus por autor.”

(Concílio Vaticano II, Dei Verbum, nº 11)

A Bíblia não caiu do céu feita, nem Deus a ditou a autômatos, isto é, escritores inconscientes. Antes, “para escrever os livros sagrados, Deus escolheu e serviu-se de pessoas na posse de suas faculdades e capacidades, para que, agindo Ele neles e por eles, pusessem por escrito, como verdadeiros autores, tudo aquilo e só aquilo que Ele queria” (Concílio Vaticano II, Dei Verbum, nº 11). Para que determinados textos fossem reconhecidos como Escritura Sagrada, tiveram de ser aceitos pela Igreja Universal. Teve de existir, portanto, um consenso nas comunidades: “Sim, é o próprio Deus que nos fala por este texto, isto é mesmo inspirado pelo Espírito Santo!” Desde o século IV, estes escritos protocristãos estão fixados no Canône das Sagradas Escrituras, tal como foram realmente inspirados pelo Espírito Santo. [Youcat 14]

Isto é o que dizem os Padres da Igreja

Embora várias ideias sejam ensinadas nos vários livros dos Evangelhos, ainda assim não há diferença para a fé dos fiéis, uma vez que por um único Espírito soberano todas as coisas são declaradas em todas elas relativas ao Nascimento, à Paixão, à Ressurreição... [O Fragmento Muratoriano, S. p. 144-146]

O Espírito de Deus, que falou através [dos autores da Bíblia] não estava disposto a ensinar aos homens coisas sem proveito para a salvação. [Santo Agostinho, Em Gênesis, Vol. 2, Cap. 9 (ML 34, 270)]